Rede D´Or faturou R$ 300 milhões do estado com parceria iniciada com Côrtes

Mais cedo, havia falado da relação da Rede D´Or com o governo estadual, feita através de um contrato assinado pelo ex-secretário de Saúde e diretor médico da instituição privada até a manhã desta terça-feira, Sérgio Côrtes.

Pois bem, como noticiado em alguns órgãos de imprensa, o delator de Côrtes o acusa de ter dado a Francisco de Assis Neto, o “Kiko”, preso pela Operação Calicute, R$ 300 mil provenientes da Rede D´Or.

Além de ter demitido Côrtes, a Rede nega as acusações. Mas, diante disso, quis só pesquisar os números mais precisos.

Através do Instituto D´Or de Gestão de Saúde Pública, o grupo recebeu, entre 2012 e 2016, R$ 306 milhões para a administração de uma unidade: o Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio.

Diante disso, a minha esperança é que realmente, neste caso, não tenha havido desvio de verbas. É um hospital que cuida, principalmente, de crianças com câncer. Seria o cúmulo de uma falta de escrúpulos, que já teve outras facetas cruéis reveladas hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s