PM assassinado nesta terça foi homenageado por Marcello Siciliano

Mais uma morte violenta, ocorrida nesta terça-feira, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio, ronda o vereador Marcello Siciliano (PHS), apontado por uma testemunha como um dos supostos mandantes do assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Morto com diversos tiros, inclusive na cabeça, quando saía do serviço, o sargento da PM Luiz Felipe de Castro Moraes foi homenageado, em novembro do ano passado, por Siciliano com uma moção de congratulações da Câmara do Rio.

O texto da moção ressalta a “responsabilidade, ética e comportamento exemplar” do policial, que trabalhava no batalhão de Olaria. O Disque-Denúncia está oferecendo recompensa de R$ 5 mil para quem tiver pistas dos assassinos do sargento.

No início de abril, Carlos Alexandre Pereira, que atuava como colaborador de Siciliano, também foi morto a tiros na Taquara, Zona Oeste do Rio.

A informação de que a testemunha ligou o vereador à morte de Marielle e Anderson foi divulgada nesta terça pelo jornal O Globo. Siciliano nega qualquer participação no crime.

Um comentário sobre “PM assassinado nesta terça foi homenageado por Marcello Siciliano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s